quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Presidente Ahmadinejad: “EUA e o regime sionista são a causa principal da miséria das nações”

(abaixo imagens do Documentário Uncontained, em Press TV, Irã)


Teerã. O presidente Mahmoud Ahmadinejad disse que EUA e o regime sionista são as causas principais da miséria das nações e que todos devem gritar contra eles, em voz alta e clara.

Em cerimônia em Teerã, na 3ª-feira à tarde, para o lançamento do documentário Uncontained [aprox. “sem contenção”, no sentido de “livres”], o presidente Mahmoud Ahmadinejad disse que os EUA e Israel perderam o Egito, aliado regional chave, e agora, semeando a violência sectária no norte da África, tentam manter no poder o que restou do velho regime.

Falando no lançamento de um documentário sobre o Despertar Islâmico no Oriente Médio e Norte da África, o presidente Ahmadinejad conclamou o povo egípcio a ser cauteloso e a preparar-se para as eleições, porque, disse ele, as eleições abrirão mais uma frente de resistência contra Israel e seus apoiadores financeiros. 

O ministro iraniano da Cultura e Orientação Islâmica disse que os movimentos de protesto que sacudiram o mundo árabe enfraqueceram EUA e Israel e fortaleceram a posição regional do Irã. 

Falando à Press TV, a esposa do Dr. Majid Shahriari, cientista nuclear iraniano assassinado por terroristas no ano passado em Teerã, disse que os manifestantes em todo o mundo árabe querem derrubar governos favoráveis a EUA e Israel; e que todos os protestos na região mostram sinais claros da resistência islâmica e da revolução islâmica iraniana.

O documentário recém lançado ilustra vários momentos em que se veem sinais do poder soft da revolução islâmica iraniana no coração da Primavera Árabe – como a liderança iraniana previu, ano passado, que aconteceria.

O presidente Ahmadinejad destacou a necessidade de união e solidariedade de todos os que prezam a liberdade e buscam justiça em todo o mundo, e disse que os povos do mundo devem gritar bem alto contra os EUA e o regime sionista. 

“As ditaduras foram criadas pelas potências colonialistas e arrogantes” – disse o presidente Ahmadinejad. “Todas as nações vivem hoje profundamente insatisfeitas com o que veem em suas sociedades, e a natureza divina dos seres humanos começa a despertar.”

Acrescentou que, em tempos passados, as nações viviam em desespero, sem meios para expressar seus pontos de vista; hoje, têm oportunidade de participar do processo de tomar decisões, porque o desenvolvimento agora terá de ser global e inclusivo, para todos. As multidões sentem-se prontas para um movimento decisivo nessa direção, e os poderes arrogantes tentam ainda distorcer e conter esse movimento. 

Sobre os recentes conflitos no Egito, Ahmadinejad disse não ter dúvidas de que, por trás daqueles eventos vê-se a mão dos inimigos do mundo, que sabem que, se houver eleições livres e justas no Egito, o próximo governo daquele país será governo antissionista. Nessas circunstâncias, disse o presidente do Irã, todos temos de ser extremamente cuidadosos. 

Referindo-se ainda ao Egito, disse que se os egípcios tiverem a chance de votar em eleições justas e limpas, e elegerem governo popular e revolucionário, que se alie à resistência, só restará aos EUA e ao regime sionista a saída de instalarem nos porões da Casa Branca as suas tocas de espiões. 

Manifestando confiança de que a grande nação egípcia encontrará seu caminho, Ahmadinejad disse que os egípcios devem ter em mente que ser muçulmano ou copta não é motivo de diferenças ou disputas. E que os confrontos foram estimulados por potências arrogantes, que temem o despertar e a solidariedade entre todas as nações. 

Na conclusão, o presidente elogiou os cineastas que produziram o documentário Uncontained sobre desenvolvimentos regionais e internacionais, com destaque sobre o papel do Irã no Despertar Islâmico. Disse que o documentário é depoimento claro e forte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Registre seus comentários com seu nome ou apelido. Não utilize o anonimato. Não serão permitidos comentários com "links" ou que contenham o símbolo @.

Postar um comentário