domingo, 9 de outubro de 2011

Pepe Escobar, ao vivo - “Resistência e guerra sem fim, na Líbia”


9/10/2011, RT
Pepe Escobar: Gaddafi gold to boost Libya resistence
Entrevista - transcrita e traduzida pelo pessoal da Vila Vudu


A luta continua em Sirte, cidade natal de Gaddafi. Notícias de que a resistência prossegue, depois de várias declarações, da OTAN, de que a cidade estaria controlada. Para discutir essa situação, está conosco hoje o jornalista Pepe Escobar, correspondente de Asia Times Online.

Entrevistador: Será, afinal, o assalto final a Sirte?

Pepe Escobar: Já vimos o “último assalto” várias vezes, nas últimas três, quatro semanas. Talvez seja o 25º “último assalto”. Na minha opinião, estamos assistindo ao bombardeio de ação retardada, de R2P, “responsabilidade de proteger”, que, em teoria, seria a razão para o ataque “humanitário” da OTAN contra a Líbia. Se os “mocinhos” estão sendo atacados por forças de Gaddafi, a autorização da ONU se aplica. Se não estão sendo atacados por Gaddafi, e estão tentando sobreviver em Sirte, e não importa quantos civis lá estão, sob ataque da OTAN, a autorização da ONU não se aplica. Em termos de hipocrisia, é a maior que há hoje no mercado.

Entrevistador: E sobre as notícias de civis que tentam sair da cidade. E quanto ao custo, em mortes de civis? Essas questões estão sendo ignoradas.

Pepe Escobar: Completamente ignoradas. A única coisa que se vê na cobertura da mídia-empresa ocidental são os “avanços” dos chamados “pró-revolucionários”. E não se trata de revolução. Trata-se de uma guerra civil que foi adotada pela OTAN e EUA. Em termos de população civil, Sirte é uma grande cidade, com mais de 100 mil habitantes. Mesmo que dez, vinte mil pessoas tenham deixado a cidade. A maioria da população permanece lá, e está sendo bombardeada pela OTAN, que já bombardeou metade da cidade, inclusive o que dizem que são “instalações de Gadaffi” em toda a cidade. E a OTAN nem conta a população local que não fugiu e que está sendo bombardeada pela OTAN. Ninguém está contando o número de mortos civis em Sirte, que estão sendo atacados. A hipocrisia é cósmica. 

Se Sirte cair nos próximos dias, nem isso significará alguma solução. O governo estará em Trípoli, e o CNT estará em paz, sob comando de islamistas, que estão no comando militar em Trípoli, e a Cirenaica aceitará tudo, e a Tripolitânia mandará no país? Não, não, nada disso acontecerá. A guerra está, isso sim, começando! 

Você já ouviu alguém falar sobre o que está acontecendo no deserto do sul? Claro que não, porque ninguém sabe o que está acontecendo lá, na fronteira da Argélia, ou do Niger. Ninguém sabe! Tenho falado com muita gente lá, gente que voltou da Líbia, sobretudo correspondentes italianos, e o que eles dizem é que, desde fevereiro, Gaddafi transferiu caminhões cheios de ouro para os desertos do sul, que foi distribuído entre os tuaregues, as tribos e outros resistentes. De fato, eles estão hoje, pode-se dizer, ainda, organizando a resistência. E, depois de o chamado “governo” estar organizado em Trípoli, aí, sim, esperem o que virá, e será semelhante ao Iraque-2003,

Acho que a OTAN permanecerá por lá, para sempre. Já disseram isso. Disseram que ficarão na Líbia até que haja um governo “estável” em Trípoli. Isso jamais acontecerá. Assim sendo, não há dúvidas: será guerra para sempre, também na Líbia. Outra vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Registre seus comentários com seu nome ou apelido. Não utilize o anonimato. Não serão permitidos comentários com "links" ou que contenham o símbolo @.

Postar um comentário